Espanha

Nosso sangue latino

Espanha e Portugal sempre tiveram uma relação próxima. Tão próxima que já formaram até a União Ibérica, pouco depois do descobrimento do Brasil. Entre os povos latinos, eles têm os idiomas mais semelhantes.

Até por isso a gente fica bem à vontade visitando a Espanha. Aliás, no final do século XIX e no começo do século XX eles é que vinham em peso para o Brasil. Os espanhóis eram o número 3 em imigrantes, perdiam apenas para os portugueses e os italianos, daí tantos brasileiros terem descendência espanhola.

As duas maiores cidade do país, a capital Madri e a festiva Barcelona, disputam o posto de preferida dos turistas.

O estudante Guilherme Pazzini recebeu o apoio da Central do Estudante para fazer um curso de espanhol de três semanas na Catalunha, antes de partir para um intercâmbio universitário em Madri, e logo percebeu as diferenças.

“Eu acho que a comparação entre Rio e São Paulo é justa. Barcelona tem uma cara um pouco mais de Rio, porque tem praia, é mais descontraída, mais turística e um pouco menor. Madri tem menos atrações turísticas, uma atmosfera de cidade de negócios. Dá a impressão de que você está num centro urbano mesmo, mas tem muita oferta de bares, restaurantes, parques… Para falar a verdade eu gostei mais de Madri porque morei mais tempo na cidade e tive condição de conhecer mais.”

Guilherme adorava passear pelos três parques principais (El Retiro, Casa de Campo e Madrid Rio), além de ir aos museus do Prado e Reina Sofia.

Os bares do centro convidam para uma cerveja com tapas, mas é em Malasaña, bairro onde morou, que o estudante diz que estão as melhores atrações. A atmosfera hipster é um imã para os jovens.

Em Barcelona, ele frequentou a Razzmatazz, boate com festas alternativas e várias salas, que comporta até duas mil pessoas.

A capital catalã vibra no verão com festivais e uma multidão de turistas, mas também tem uma vida pulsando no inverno, que é ameno para padrões europeus.

Passear pelo castelo de Montjuic, subindo no teleférico para ter a melhor vista da cidade; visitar as casas de Gaudí e a obra-prima do arquiteto, a Sagrada Família; ir ao Camp Nou, o estádio do Barcelona… Tem programas para todos os gostos.

Em Sevilha é possível conhecer a raiz da cultura espanhola, do flamenco à herança moura.

Já a Rioja convida a uma imersão pelos vinhos espanhóis, com charmosas cidadezinhas medievais como Laguardia.

 As praias do País Basco e seus restaurantes com estrelas Michelin são famosos no mundo inteiro.

Clima

Mediterrânico

Território

504.645 km²

Idioma

Espanhol

Fuso Horário

(UTC +1 e +2)

População

46.56 milhões

C.Telefônico

+ 34

Voltagem

220/230 V (ver tomada aqui)

Moeda

Euro (‎€)

Feriados

01/01 - Ano Novo
06/01 - Epifania do Senhor
- Semana Santa (da quinta-feira ao domingo de Páscoa)
01/05 - Dia do Trabalho
15/08 - Assunção da Virgem
12/10 - Dia Nacional da Espanha
01/11 - Festa de Todos os Santos
06/12 - Dia da Constituição Espanhola
08/12 - Imaculada Conceição
25/12 - Natal

Cultura


Deprecated: wp_make_content_images_responsive está obsoleto desde a versão 5.5.0! Use wp_filter_content_tags() em seu lugar. in /home/dh_bfbpte/centraldoestudante.com.br/public/wp-includes/functions.php on line 4777

A Espanha é dividida em 17 comunidades autônomas. Algumas dessas regiões têm um segundo idioma oficial (catalão, na Catalunha e nas Ilhas Baleares; galego, na Galícia; euskera, no País Basco, e valenciano, na Comunidade Valenciana), mas, em todas elas, o espanhol é falado de forma corrente pela população.

O território espanhol sofreu influências de vários povos, dos iberos e celtas que deram origem à área, aos mouros, que dominaram a Península Ibérica entre os séculos VII e XV.

Por lá, o dia começa e termina mais tarde. O café da manhã é tomado entre 8h e 10h, o almoço acontece de 13h30 às 15h e o jantar vai de 20h30 às 23h.

A sesta ainda é muito difundida, principalmente nas cidades pequenas. Alguns comércios fecham durante uma ou duas horas, entre 14h e 17h. Em compensação é normal achar lojas abertas até às 22h.

Gastronomia


Deprecated: wp_make_content_images_responsive está obsoleto desde a versão 5.5.0! Use wp_filter_content_tags() em seu lugar. in /home/dh_bfbpte/centraldoestudante.com.br/public/wp-includes/functions.php on line 4777

Os espanhóis costumam fazer refeições completas no almoço (com entrada, prato principal e sobremesa) que são acompanhadas por um copo de cerveja ou uma taça de vinho.

A paella é o prato mais famoso, a original, valenciana, leva carne de coelho.

O consumo de vinhos é grande. Afinal, o país tem a maior área plantada de vinhedos do mundo.

O país comandou uma das grandes revoluções na culinária contemporânea, liderada pelo chef Ferran Adrià, que consolidou a cozinha molecular.

As tapas fazem parte da identidade gastronômica da Espanha e são tira-gostos em porções individuais ou reduzidas, para que sejam provados com maior variedade.

A tortilla de batata é tão tradicional quanto o gaspacho, uma espécie de sopa fria de tomates.

Compras


Deprecated: wp_make_content_images_responsive está obsoleto desde a versão 5.5.0! Use wp_filter_content_tags() em seu lugar. in /home/dh_bfbpte/centraldoestudante.com.br/public/wp-includes/functions.php on line 4777

As rebajas, superliquidações de verão e de inverno, são os melhores períodos para compras e acontecem entre janeiro e fevereiro e julho e agosto.

Leques, roupas de inspiração flamenca, jamón (o presunto cru espanhol) ou vinhos (muito mais baratos que no Brasil) são algumas das opções para quem quer levar lembranças espanholas.

O El Corte Inglés, loja de departamentos que está por toda parte, tem supermercados gourmets nas maiores unidades.

O Passeio de Gràcia reúne as melhores marcas em Barcelona. Já em Madri, a Gran Via e as ruas (ou calles) Carmen e Preciados dividem as atenções.

Dicas


Deprecated: wp_make_content_images_responsive está obsoleto desde a versão 5.5.0! Use wp_filter_content_tags() em seu lugar. in /home/dh_bfbpte/centraldoestudante.com.br/public/wp-includes/functions.php on line 4777

O almoço é uma boa opção para quem quer provar restaurantes sofisticados, muitos oferecem o menú del dia ou cobram mais barato em pratos servidos nesse horário.

 O nudismo é permitido em muitas praias espanholas e o topless é comum nas areias do país.

Há várias cidadezinhas a uma hora de Madri, como Toledo e Segóvia, que merecem uma visita.

A Mango, marca popular espanhola, tem um outlet escondido no Eixample, bairro de Barcelona, na calle Girona, 37, perto da praça Tetuan.